Douleur à la troisième personne

ela toca johnny cash nua pra ver se alguma nota penetra sua pele
ela dedilha o violão com tanto cuidado quanto tocava seu corpo
ela deixa o gato arranhar suas pernas pra ver se sente
i’ve hurt myself today, garota. i’ve hurt myself today to see if I still feel

ela parou de comer e passa o dia esperando a fome chegar
esperando qualquer coisa chegar e arrombar aquela porta, aquele corpo
nem que seja a luz do sol invadindo a janela pra esquentar seu cadáver
what have I become, my sweetest friend?

ah garota, não se perca da sua poesia. escreva nem que seja pra
falar da melancolia, do ralo do banheiro, da pia entupida
fala que eu te destrocei em pedaços e que você me odeia
fala que quer devorar a minha alma, comprar uma arma e
apontar na minha direção, mas não enfia esse cano na garganta.

diz que vai me destruir, mas não se destrua quando essa estrófe acabar
levanta dessa cama, nem que seja para vir
e disparar essa bala de desalegria na minha direção.

Anúncios

Um comentário sobre “Douleur à la troisième personne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s